Quanto custa blindar um carro?  Concessionárias!
21 de julho de 2017
A importância da blindagem ante a violência
9 de agosto de 2017

A fabricação do vidro blindado exige um processo especial de fusão, para que o material se torne resistente a diversos tipos disparos. O processo é bem simples e exatamente o mesmo tanto para carros quanto para janelas, portas etc. A única diferença é que para os carros o formato é curvo e janelas e portas, plano. A fabricação consiste na sucessiva aplicação de camadas de vidro e resina sintética. Tanto mais camadas quanto maior deva ser o calibre que o vidro deve resistir.

Após o término da montagem, o conjunto é levado ao forno a um temperatura em torno de 120 ºC, permanecendo lá por volta de 5 a 7 h. Depois de pronto o vidro é submetido a teste balístico. Se ele resistir a projeteis do calibre sob o qual ele foi baseado, o vidro blindando está aprovado para ser entregue ao cliente.

Os vidros resistentes às balas de fogo são chamados como vidros blindados, fabricados com o intuito de oferecer proteção. Eles são compostos por materiais intercalados entre si, o que oferece amortecimento absorvendo toda a energia do disparo de projéteis e objetos lançados.

A blindagem em vidros é feita com a aplicação de um filme plástico resistente, composto por carbonato de sódio, carbonato de cálcio e sílica, materiais que são submetidos a temperaturas extremamente altas que chegam a até 1.500ºC para se fundirem com o vidro. Em seguida é feito o resfriamento da placa. Além da película de resistência, é adicionada uma película de “retenção de estilhaços” que faz com que o vidro permaneça no lugar depois de ser atingido.

No processo de produção do vidro blindado é usado o vidro laminado ao invés do vidro temperado. Para automóveis os vidros blindados ganham forma através de uma modelação feita em temperatura de 800ºC a 900ºC.